Novena dos avós

Ser avó é ser mãe duas vezes..

No dia em que a Igreja celebra a memória de São Joaquim e Sant’Ana, pais de Nossa Senhora e avós de Jesus Cristo, é comemorado em todo mundo o dia dos avós. E não poderia ser diferente, a Novena de Nossa Senhora Desatadora dos Nós desta quarta-feira, 26 de julho, abordou o tema destes que são a origem de nossas famílias.

Como de costume, às 18:15, deu-se inicio ao terço que contou com a participação de cinco avós que estavam presentes e que auxiliaram na condução da oração. Um pouco antes da celebração, Frei Paulo Moura pediu para que todos os netos subissem no presbitério para o momento de animação e louvor, e então, o altar ficou floreado de crianças que com toda sua energia dançaram e pularam com os louvores entoados pelo ministério de música.

Durante a celebração, Frei Paulo fez memória da importância dos nossos vovôs e vovós, rezou por todos os avós tanto os vivos que estavam presentes quanto os que já partiram pra morada eterna. Quem cumpriu sua novena e naquela noite desatou o último nó de seu cordão, pôde depositar sua cordinha na urna incineradora e contribuir com um quilo de alimento, como forma de gratidão pela graça alcançada.

Ao convocar a assembléia para a oração do Pai-Nosso o frade pediu para que todos os avós com seus netos subissem ao presbitério e ali, juntos, entoaram a oração que Cristo nos deixou. Ao final da celebração, agradeceu pela presença de todos e lembrou que o tema da próxima semana é sobre o combate ao câncer. Pediu para que trouxessem uma foto de algum familiar que sofre com a doença, caso ele não possa estar presente, convidou de modo especial a Rede Feminina de Combate ao Câncer e ainda pediu para que, quem pudesse, viesse a celebração vestindo a cor rosa.

São Joaquim e Santa Ana, rogai por nós